O USO DO INDICATIVO NO LUGAR DO SUBJUNTIVO NAS PRODUÇÕES DE ESTUDANTES BRASILEIROS DE ESPANHOL

  • Lisandra Lopes Silva dos Santos Universidade Federal de São Paulo

Resumo

Este artigo apresenta algumas dificuldades dos aprendizes brasileiros de espanhol como segunda língua (L2) em relação ao uso do modo subjuntivo nas orações subordinadas substantivas. Considerando que é fato que tal modo coexiste nas duas línguas, o questionamento, então, é: se tanto o português brasileiro (PB) quanto a língua espanhola utilizam o modo subjuntivo, por que os aprendizes produzem sentenças agramaticais em língua estrangeira? A hipótese demonstrada aqui para a observação e análise das produções dos aprendizes se baseia no consenso de que aprender uma língua estrangeira não é transportar a estrutura de uma língua para a outra, posto que as línguas se organizam de forma diferente, ainda que sejam muito parecidas, como o PB e o espanhol. Somando-se a essa afirmação, é apresentada a hipótese de que o indicativo vem sendo usado no lugar do subjuntivo em PB, o que pode justificar tais dificuldades.
Publicado
2020-11-01
Seção
Seminário de Estudos Linguísticos do Vale do Paraíba