DIALOGISMO EM REDAÇÕES NOTA MIL DO ENEM 2017: UMA ANÁLISE BAKHTINIANA

  • Verônica Mendes de Oliveira Unitau

Resumo

Grande parte dos vestibulares brasileiros solicita como parte de seu processo seletivo a produção de um texto dissertativo-argumentativo. Nesse contexto, a grade de correção do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ressalta a importância do uso do repertório sociocultural do candidato como parte da construção argumentativa do texto, além da utilização eficiente dos dados trazidos na coletânea da própria prova. Com base nas teorias da Análise Dialógica do Discurso, esse estudo teve como objetivo verificar de que forma essas relações dialógicas se desenvolvem em redações dos candidatos que obtiveram nota mil na edição 2017 do Enem, observando, a partir daí, aspectos a serem considerados no ensino de produção textual para esse gênero discursivo. Dessa forma, espera-se também contribuir para a compreensão do papel do professor e do corretor de redação na orientação e preparo para a redação do exame. Palavras-chave: Dialogismo. Produção textual. Redação do Enem
Publicado
2020-11-01
Seção
Seminário de Estudos Linguísticos do Vale do Paraíba