LEITURA E ESCRITA DE POEMAS: RECRIAR O MUNDO COM PALAVRAS

  • Luciana Taraborelli USP Universidade de São Paulo

Resumo

Recriar o mundo com palavras é uma das formas de possibilitar o aprendizado. É grande a contribuição do texto poético para melhorar não só a capacidade de realizar a leitura em várias camadas, mas também a possibilidade de o aluno adquirir o domínio da própria língua materna, ao desenvolver exercícios de escrita poética e, por meio dela, expressar sua personalidade, sua visão de mundo, descobrir-se, saber utilizar as ferramentas linguísticas para ordenar seu discurso e se comunicar, ou seja, traduzir suas experiências em forma de linguagem poética. Trata-se de um processo consciente, autorreflexivo e elaborado de exteriorizar, em versos, os seus pensamentos e pontos de vista. Essas reflexões resultaram nesta pesquisa, no Mestrado Profissional em rede Nacional – Profletras/ (xxx), sob orientação da professor Dr.(XXXXXX). Este recorte apresenta uma atividade de escrita poética e a análise de quatro produções discentes, de alunos do 8 º ano de escola pública estadual, com foco no ensino de língua e no sujeito-autor do processo criativo e seu diálogo com as leituras de um gênero que não lhe é familiar, como o gênero textual poema. A fundamentação teórica está baseada conceituação de letramento literário segundo Cosson (2018); na progressão do leitor conforme Petit (2009), na concepção do aluno-autor como agente, postulada por Bazerman (2011), nas características do gênero segundo Goldstein (1986). A escrita de poemas inspira-se em Jolibert (1994). Como resultado dos exercícios de escrita poética, apresentaremos quatro poemas discentes.
Publicado
2020-10-30
Seção
Seminário de Estudos Linguísticos do Vale do Paraíba