A abordagem dialógica dos gêneros discursivos em livros didáticos do ensino médio

  • Wesley Dias Universidade Estadual do Maringá
Palavras-chave: Livro didático, Dialogismo, Gêneros discursivos

Resumo

A concepção de língua adotada no ensino pelos documentos oficiais da educação brasileira é baseada no dialogismo do Círculo de Bakhtin, em que vemos que o sentido do texto é construído dialogicamente entre locutor-texto-interlocutores. Assim, inúmeros autores e editoras produzem os materiais didáticos tendo como objetivo atender diversos critérios educacionais estipulados, dos quais se destacam os dos atuais programas do Governo, como o Programa Nacional do Livro Didático (PNLD), que avaliam e distribuiem tais materiais. Visto isso, voltaremos o nosso olhar para a coleção de livros didáticos de Língua Portuguesa do Ensino Médio Português Contemporâneo: diálogo, reflexão e uso de Cereja, Vianna e Damien (2016), discutindo a abordagem dialógica dos gêneros escolhidos por essa coleção na produção textual e como isso implica o desenvolvimento dos projetos finais de cada unidade sugeridos pelos autores. Para tanto, usaremos recortes dos comandos de produções textuais dos volumes 1, 2 e 3 de livros didáticos, para analisar, com base em trabalhos do Círculo de Bakhtin sobre o dialogismo, os gêneros discursivos convocados e sua transposição didática.

Biografia do Autor

Wesley Dias, Universidade Estadual do Maringá

Mestrando em Estudos do Texto e do Discurso na Universidade Estadual de Maringá

Referências

ACOSTA-PEREIRA, R. Gêneros do discurso: esferas, archaica e constitutividade. Polifonia, Cuiabá, MT, v. 20, n. 27, p. 54-72, jan./jun., 2013.
BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. 6. ed. São Paulo: Wmf Martins Fontes, 2011. p. 261-306. Tradução de: Paulo Bezerra.
BAKHTIN, M.; VOLOCHÍNOV, V. N. Marxismo e filosofia da linguagem. Trad. de Michel Lahud e Yara Frateschi. 16. ed. São Paulo: Hucitec, 2014.
BAKHTIN, M. Os gêneros do discurso. São Paulo: Editora 34, 2016.
BRASIL. Secretaria de educação fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental - língua portuguesa. Brasília: MEC/SEF, 1998.
CARNEIRO, O. F.; DIAS, W. M. A compreensão responsiva no gênero discursivo texto dissertativo-argumentativo. Revista Diálogo e Interação, v. 14, n. 1, p. 81-98, 2020.
CEREJA, W. R; VIANNA, C. A. D.; DAMIEN, C. Português contemporâneo: diálogo, reflexão e uso, vol. 1/William Roberto Cereja, Carolina Assis Dias Vianna, Christiane Damien Codenhoto. São Paulo: Saraiva, 2016.
CEREJA, W. R; VIANNA, C. A. D.; DAMIEN, C. Português contemporâneo: diálogo, reflexão e uso, vol. 2/William Roberto Cereja, Carolina Assis Dias Vianna, Christiane Damien Codenhoto. - 1. ed. São Paulo: Saraiva, 2016.
CEREJA, W. R; VIANNA, C. A. D.; DAMIEN, C. Português contemporâneo: diálogo, reflexão e uso, vol. 3/William Roberto Cereja, Carolina Assis Dias Vianna, Christiane Damien Codenhoto. - 1. ed. São Paulo: Saraiva, 2016.
FARACO, C. A. Linguagens e diálogo: as ideias linguísticas do círculo de Bakhtin. São Paulo: Parábola Editorial, 2009.
OLIVEIRA, B. C. de; CAMARGO, B. R. de S. V.; DIAS, W. M. Cartaz: uma abordagem do gênero textual e sua aplicação no ensino fundamental I. In: HUMMEL, E. I.; DESIDÉRIO, R. (Org.). Educação, sexualidade e diversidade: diálogo, compromisso e educação pública em tempos de resistência. Londrina, PR. 2020. 363-377 p.
OLIVEIRA, N. A. F. de. O conceito de campo em Bakhtin e Bourdieu para a abordagem dos gêneros jornalísticos na escola. Revista Educação e Linguagens, Campo Mourão, v. 1, n. 1, p; 157-173, ago./dez. 2012.
PARANÁ. Departamento de Educação Básica. Diretrizes curriculares da educação básica. Curitiba: Secretária De Educação do Estado do Paraná, 2008.
SCHNEUWLY, B.; DOLZ, J. Os gêneros escolares: das práticas de linguagem aos objetos de ensino. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, p.05-16, maio 1999. Tradução de Glaís Sales Cordeiro.
Publicado
2021-08-31