A leitura do texto Pretty Soldier Sailor Moon (1992–1997), de Naoko Takeuchi (1967) pelo olhar intercultural

Reflexões sobre as protagonistas femininas adjuntas ao movimento Girl Power

  • Eduardo Alves de Deus Barbizan Universidade Federal de São Carlos
Palavras-chave: Literatura, Manga, Sailor Moon, Feminismo

Resumo

Este artigo tem por objetivo apresentar uma análise das personagens femininas no texto Pretty Soldier Sailormoon (1992–1997), republicado com o título de Pretty Guardian Sailor Moon (2003–2004), de Naoko Takeuchi (1967), a partir dos pressupostos teóricos sobre consciência formal, informal e técnica proposta por Edward Hall (1959), em conjunto com os níveis de leitura propostos por Fredric Jameson (1992), para investigar as possíveis questões feministas, Girl Power — Terceira Onda feminista, no início da década de noventa presentes no objeto de análise. Para isso, iremos respaldar nos estudos realizados por Eagleton (2006), Jameson (1999), Pellegrine (1996), Williams (1985), Said (1993), Maher (1996), Candau (2016), Dervin (2016), Hall (1959), Schodt (1996), Grigsby (2004), Heywood & Drake (1997), Siegel (1997) e Mota (2010). Para isso, organizamos este trabalho na seguinte ordem: considerações teóricas sobre literatura — alta cultura e indústria cultural; cultura e interculturalidade; apresentação da autora e contextualização do texto em análise; leitura política sobre o manga — reflexões sobre questões feministas, especificamente Girl Power; e conclusão.  Com isso, desejamos demonstrar a relevância do uso da literatura, sendo considerada como cânone ou pertencente a indústria cultural, para reflexões sobre identidade e cultura de determinada faixa etária e em determinado momento político-social.

Biografia do Autor

Eduardo Alves de Deus Barbizan, Universidade Federal de São Carlos

Doutorando em Linguística na Universidade Federal de São Carlos

Referências

CANDAU, Vera Maria Ferrão. Cotidiano escolar e práticas interculturais. In: Cadernos de Pesquisa v.46 n.161 p.802-820 jul./set. 2016.

Carlip, Hillary. Introduction. Girl power. Ed. Hillary Carlip New York, NY: Warner Books. 1995.

DERVIN, Fred. Interculturality in Education: A Theoretical and Methodological Toolbox. Macmillan Publishers, London, 2016.

EAGLETON, Terry. Teoria da literatura : uma introdução. Trad. Waltensir Outra; [revisão da tradução João Azenha Jr ]; 6 ed. - São Paulo, Martins Fontes, 2006.

EVANS, Meredith A. and Bobel, Chris (2007) "I am a Contradiction: Feminism and Feminist Identity in the Third Wave," New England Journal of Public Policy: Vol. 22: Iss. 1, Article 17. Disponível em: http://scholarworks.umb.edu/nejpp/vol22/iss1/17. Acesso em: novembro de 2019.

GRIGSBY, Mary. The social production of gender as reflected in two Japanese culture industry products: Sailormoon and Crayon Shin-Chan. In: Themes and Issues in Asian Cartooning: Cute, Cheap, Mad and Sexy (1999): 183-210.

______________. Sailormoon: Manga(Comics) and Anime(Cartoon) Superheroine Meets Barbie: Global Entertainment Commodity Comes to the United States. In: Popular Culture. Volume 32, Issue 1, 2004, p. 59-80.

HALL, Edward, T.; The Major Triad. In: The Silent Language. Doubleday & Company, New York, 1959, p. 83-118.

JAMESON, Fredric. Reificação e utopia na cultura de massa. Disponível em: https://www.ifch.unicamp.br/criticamarxista/arquivos_biblioteca/artigo43artigoCM_1.2.pdf. Acesso em: 10 de outubro de 2019.

_________________. A interpretação: A literatura como ato socialmente simbólico. In: O Inconsciente Político: A narrativa como ato socialmente simbólico. São Paulo, SP: Editora Ática S.A., 1992.

MAHER, Terezinha de Jesus Machado. Ser professor sendo índio — questões de lingua(gem) e identidade. Campinas, SP, [s n], 1996.

MOTA, Fernanda. “Literatura e(m) Ensino De Língua Estrangeira”, Fólio – Revista de Letras, 2, 2010, p. 101-111.

NEWSOM, Victoria, A.; Young Females as super heroes: Super heroines in the animated Sailor Moon. San Francisco Vol. 5, Ed. 2, p. 57-81.

REYNOLDS, Richard. Super Heroes: A Modern Mythology. Jackson, MS: U P of Mississippi, 1992.

SAID, Edward, W.; Cultura e imperialismo. Companhia das Letras. São Paulo, 1993.

SCHODT, L; Frederik. Dreamland Japan: Writings on modern manga. Stone Bridge Press, Inc.; 2014 Jan 2.

WILLIAMS, Raymond. Keywords - A Vocabulary of Culture and Society. Croom Helm, 1976.

______________. Sailormoon: Manga(Comics) and Anime(Cartoon) Superheroine Meets Barbie: Global Entertainment Commodity Comes to the United States. In: Popular Culture. Volume 32, Issue 1, 2004, p. 59-80.

HALL, Edward, T.; The Major Triad. In: The Silent Language. Doubleday & Company, New York, 1959, p. 83-118.

JAMESON, Fredric. Reificação e utopia na cultura de massa. Disponível em: https://www.ifch.unicamp.br/criticamarxista/arquivos_biblioteca/artigo43artigoCM_1.2.pdf. Acesso em: 10 de outubro de 2019.

_________________. A interpretação: A literatura como ato socialmente simbólico. In: O Inconsciente Político: A narrativa como ato socialmente simbólico. São Paulo, SP: Editora Ática S.A., 1992.

MAHER, Terezinha de Jesus Machado. Ser professor sendo índio — questões de lingua(gem) e identidade. Campinas, SP, [s n], 1996.

NEWSOM, Victoria, A.; Young Females as super heroes: Super heroines in the animated Sailor Moon. San Francisco Vol. 5, Ed. 2, p. 57-81.

REYNOLDS, Richard. Super Heroes: A Modern Mythology. Jackson, MS: U P of Mississippi, 1992.

SAID, Edward, W.; Cultura e imperialismo. Companhia das Letras. São Paulo, 1993.

SCHODT, L; Frederik. Dreamland Japan: Writings on modern manga. Stone Bridge Press, Inc.; 2014 Jan 2.

WILLIAMS, Raymond. Keywords - A Vocabulary of Culture and Society. Croom Helm, 1976.
Publicado
2021-08-31