Linguagem e discurso

Pressupostos e elementos da argumentação

  • Renato de Oliveira Dering Universidade Federal de Goiás (UFG)
Palavras-chave: Teoria da argumentação, Elementos argumentativos, Discurso argumentativo

Resumo

O presente estudo, apresentado de modo ensaístico, apresenta e discute sobre algumas concepções de linguagem e importância no âmbito da argumentação e suas formas de proposição. Deste modo, por meio de uma reflexão bibliográfica crítica, pretende-se instigar acerca das possibilidades de aplicação dos elementos da linguagem, incitando e provocando o leitor na realização de uma leitura que amplie sua percepção dos mecanismos que circundam a argumentação. Para tanto, não se utiliza de uma linha teórica em si, mas se promove diálogos entre críticas e teorias que, em determinados pontos, entrecruzam-se ou se interseccionam.

Biografia do Autor

Renato de Oliveira Dering, Universidade Federal de Goiás (UFG)

Professor Assistente no Centro Universitário de Goiás (UNIGOIÁS). Doutorando em Letras e Linguística pela Universidade Federal de Goiás, Mestre em Letras pela Universidade Federal de Viçosa (UFV) e Graduado em Letras – Língua Portuguesa pela Universidade Federal de Goiás (UFG). Líder pesquisador do grupo FORPROLL/CNPq/UFVJM

Referências

ANGENOT, Marc. O discurso social e as retóricas da incompreensão: consensos e conflitos na arte de não persuadir. São Carlos, SP: EDUSFCAR, 2015.

ARISTÓTELES. Retórica. Trad. Manual Alexandre Júnior, Paulo Farmhouse Alberto e Abel do Nascimento Pena. Lisboa, Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 2005.

BAKHTIN, Mikhail. Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. Trad. de Michel Lahud e Yara Frateschi. São Paulo: HUCITEC, 1979.

CITELLI, Adilson. Linguagem e persuasão. São Paulo: Ática, 2000.

DERING, Renato de Oliveira; MARTINS, Pauliany Carla; SILVA, Leandro Alves da. “A formação do sujeito-leitor pela experienciação do ato de ler: breves considerações”. In. Schütz, Jenerton Alan et al. Pesquisas e escritas em educação. São Carlos: Pedro & João Editores, 2019.

FIORIN, José Luiz. Argumentação. São Paulo: Contexto, 2017.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2015.

JAKOBSON, Roman. Lingüística e comunicação. São Paulo: Cultrix, 1991.

KOCH, Ingedore. G. Villaça. Desvendando os segredos do texto. São Paulo: Cortez, 2003.

KOCH, Ingedore G. V. Argumentação e linguagem. São Paulo: Cortez, 2011.

MARTINS, Maria Helena. O que é leitura? São Paulo: Editora Brasiliense, 1988.
PLANTIN, Christian. A argumentação: história, teorias, perspectivas. São Paulo: Parábola, 2008.
SILVA, Gustavo Ribeiro da; DERING, Renato de Oliveira. Breves reflexões sobre a importância da leitura para a formação de um sujeito crítico. Humanidades e Inovação. Palmas, v. 7, n. 1, 2020. ISSN:2358-8322. Disponível em: https://revista.unitins.br/index.php/humanidadeseinovacao/article/view/2344 Acesso: 10 jun 2020.
SOLÉ, Isabel. Estratégias de leitura. Porto Alegre: Editora Artmed, 1998.
Publicado
2020-09-16