Estruturalismo e mudança linguística

  • Munirah Lopes da Cruz Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB)
Palavras-chave: Estruturalismo, Mudança Linguística, Variação, Saussure

Resumo

Este ensaio tem como objetivo analisar a visão de mudança e variação linguística para o Estruturalismo, focando na obra “Curso de Linguística Geral”, de Ferdinand de Saussure, por ser ele o fundador dessa corrente e considerado o pai da Linguística moderna. A pergunta que busco responder aqui é: O fato de não se dedicarem a analisar a mudança e variação linguística indica que os linguistas estruturalistas não percebiam que as línguas mudam? A partir de uma leitura mais atenta do Curso, é possível observar que, embora propusesse um estudo formal e sincrônico da língua, Saussure reconhecia o caráter mutável das línguas naturais ao tratar, ainda que brevemente, da característica de mutabilidade, como ele chama. Conclui-se, então, que, mesmo antagonizando língua e fala, Saussure compreende que toda língua sofre mudanças, porém, naquele momento, decide se dedicar ao estudo formal da língua.

Biografia do Autor

Munirah Lopes da Cruz, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB)

Possui graduação em Letras pela Universidade Federal de Pernambuco (2010). Atualmente é professor de ensino médio na Secretaria da Educação do Estado do Ceará. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação.

Referências

COSERIU, Eugenio. Lições de linguística geral. Tradução de Evanildo Bechara. Rio de Janeiro: Ao livro técnico, 1980.

COSTA, Marcos Antonio. Estruturalismo. In: MARTELOTTA, Mário Eduardo (Org.). Manual de linguística. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2018. p. 113-126.

CUNHA, Angélica Furtado da. Funcionalismo. In: MARTELOTTA, Mário Eduardo (Org.). Manual de linguística. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2018. p. 157-176.

NEVES, Maria Helena de Moura. A gramática funcional. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

SALES, Léa Silveira. Estruturalismo: histórias, definições, problemas. Revista de Ciências Humanas, Florianópolis, n. 33, p. 159-188, abr. 2003.

SAUSSURE, Ferdinand de. Curso de linguística geral. 27. ed. São Paulo: Cultrix, 2006.

VIOTTI, Evani. Mudança linguística. In: FIORIN, José Luiz (Org.). Linguística? Que é isso? São Paulo: Contexto, 2018. p. 137-179.
Publicado
2020-09-16