10.639/03 Act

Critical intercultural education and (re)constitution of African-diasporic identities

  • Gasperim Ramalho de Souza Universidade Federal de Lavras (UFLA)
  • Arnaldo Cesar Roque Universidade Federal de Lavras (UFLA)
  • Mayla Santos Pereira Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
Palavras-chave: 10.639/03 Act, Intercultural education, African-diasporic identities

Resumo

This article aims to present some contributions of 10.639/03 Act, which establishes educational rules for the teaching of history and culture of Africa and Africans, and their dialogues for an intercultural education. Thus, while the main didactic- methodological axis of this law proposed the critical intercultural education, which prioritizes the valuation of cultural-diasporic cultural identity, uses a resistance to bleaching and excludes these identities in the educational setting.

Biografia do Autor

Gasperim Ramalho de Souza, Universidade Federal de Lavras (UFLA)

Gasperim Ramalho de Souza é doutorando em Estudos da Linguagem pelo Centro Federal e Tecnológico de Minas Gerais (CEFET-MG), Mestre em Estudos Linguísticos pela UFMG (POSLIN /FALE), graduado em Letras, habilitação em Inglês pela Faculdade de Letras (FALE) da UFMG, Especialista em Ensino de Língua Inglesa (UFMG), Especialista em Educação Especial e Inclusiva (UNINTER). Atualmente, é professor do Departamento de Estudos da Linguagem (DEL) da Universidade Federal de Lavras (UFLA) e Coordenador Pedagógico do Programa Inglês Sem Fronteiras (ISF) no Núcleo de Ensino de Idiomas (DRI/ NUCLi) da UFLA e membro do Conselho Editorial da Revista Interdisciplinar em Estudos de Linguagem (RIEL) originária do Grupo de Pesquisa Interdisciplinar em Estudos de Linguagem (GIEL), o qual também coordena. Além disso, atuou no ensino de inglês por mais de 10 anos na rede pública de ensino experienciando diversos contextos de ensino e aprendizagem. Seus principais interesses de pesquisa são: complexidade, inclusão, letramentos críticos, ensino e aprendizagem de inglês e formação de professores para a escola pública.

Arnaldo Cesar Roque, Universidade Federal de Lavras (UFLA)

Graduando em Letras (Português e Inglês) pela Universidade Federal de Lavras - UFLA, onde desenvolve, sob a orientação da Professora Dra. Raquel Márcia Fontes Martins, pesquisas sobre "Linguística Africana e o contato das línguas africanas com o português brasileiro" (PIVIC). Ainda, nessa instituição, como bolsista, integra o "Programa Institucional de Bolsas de Extensão e Cultura - PROEC", desenvolvendo o projeto de extensão e cultura intitulado "A cultura popular na escola: estudo sobre danças populares brasileiras e sobre os elementos a elas associados, como a percussão, o canto, o verso e a dramatização"; foi Discente Residente, com bolsa, pela CAPES, na Escola Estadual Dora Matarazzo - Lavras/MG. Participou, também, do "Programa Institucional Voluntário de Iniciação Científica - PIVIC", desenvolvendo o projeto de pesquisa, sob a orientação do Professor Mestre Gasperim Ramalho de Souza, intitulado "Por uma Pretagogia no livro didático de Língua Portuguesa e Inglesa: uma análise da (não) aplicação da lei 10.639/03" (2016-2017); sob a orientação da Professora Dra. Ellen Gonzaga Lima Souza o projeto de pesquisa (PIVIC) intitulado "Culturas Infantis e Pedagogias Descolonizadoras com aportes em africanidades para à Educação Infantil" (2017-2018); e com a Professora Dra. Márcia Fonseca de Amorim o projeto de pesquisa e extensão, com bolsa (PIB-LIC), intitulado "Texto, Discurso e Gramática: reflexão sobre as contribuições dos estudos linguísticos para o ensino da língua materna" (2017-2018). Membro da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as - ABPN.

Mayla Santos Pereira, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Graduada pela Universidade Federal de Minas Gerais nos cursos de Letras: Licenciatura/ Português, Licenciatura/Espanhol e Licenciatura/ Inglês. Atua profissionalmente com ensino de línguas estrangeiras, especificamente inglês, espanhol, PLE e com tradução. Participante do PNLD 2011, de 1 Projeto de Extensão e de 2 Projetos de Iniciação Científica voltados às áreas de Educação, com enfoque em Pedagogia Crítica, Pedagogia de Projetos, Multiculturalismo e de Letras, com enfoque em Linguística Aplicada ao Ensino de Línguas Estrangeiras, Análise e Produção de Materiais Didáticos.

Referências

ANI, MARIMBA. Yurugu: uma crítica africano-centrada do pensamento e do comportamento cultural europeu. Trenton, NJ: África World Press, Inc.,1994.

BRASIL, Lei nº 10639 de 9 de janeiro de 2003. Ministério da Educação. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnicos Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana. MEC/SECAD. 2005. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2003/l10.639.htm> . Acesso em 09 Janeiro 2020.

CASTRO, Yeda Pessoa de. Falares Africanos na Bahia: Um Vocabulário Afro-Brasileiro. 1. ed. Rio de Janeiro: Academia Brasileira de Letras, 2005.

FLEURI, Reinaldo Matias. Educação intercultural no Brasil: a perspectiva epistemológica da complexidade. R. bras. Est. pedag., Brasília, v. 80, n.195, p. 277-289, maio/ago, 1999.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. 9ª ed., Rio de Janeiro: DP&ª, 2006.

MOORE, Carlos. Racismo e sociedade: novas bases epistemológicas para entender o racismo. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2007.

MUNANGA, Kabengele (Org.). Superando o Racismo na Escola. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2007.

NASCIMENTO, Abdias. O genocídio do negro brasileiro: processo de um racismo mascarado. 2 ed. São Paulo: Perspectiva, 2017

NASCIMENTO, Abdias. O quilombismo. 2 ed. Brasília/Rio de Janeiro: Fundação Palmares/ OR Editor Produtor Editor, 2002.NOBLES, W. W. Sakhu Sheti: retomando e reapropriando um foco psicológico afrocentrado. In: E. L. Nascimento (Org.), Afrocentricidade: Uma abordagem epistemológica inovadora (Coleção Sankofa: Matrizes Africanas da Cultura Brasileira, 4, pp. 277-297). São Paulo: Selo Negro, 2009

PINHEL, André Marega; COLONTONIO, Eloise Médice; SILVA, Célia Cristina da; SILVEIRA, Marcos Silva da Silveira. Desafios da implementação da Lei 10.639/03. Universidade Federal do Paraná: Curitiba, 2013.

ROCHA, Rosa Margarida de Carvalho. Educação das relações étnico-raciais: pensando referenciais para a organização da prática pedagógica. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2007.

Publicado
2020-05-05