Uma reflexão sobre o uso do material dourado em uma intervenção para alunos com discalculia em sala de recursos multifuncionais

  • Mary Petry Stec Universidade Estadual do Paraná - Campus de União da Vitória
  • Regina Maria Pavanello Universidade Estadual do Paraná - Campus de União da Vitória

Resumo

O Atendimento Educacional Especializado (AEE), instituído por leis federais específicas com o objetivo de proporcionar apoio ao estudante da Educação Especial, permitiu a implantação de Salas de Recursos Multifuncional (SRM) em escolas públicas de ensino regular. No estado do Paraná, os estudantes com laudo de Transtornos Funcionais Específicos são acolhidos pelo AEE. Esse trabalho mostra os impactos de intervenções mediante ao uso de material dourado na SRM durante as atividades de um estudante do 6ª ano do ensino fundamental que apresenta um quadro de discalculia. A aversão do estudante à matemática foi confirmada pelas suas palavras e pelas expressões fisionômicas que, ao ser colocada frente a uma questão referente à disciplina proferia as palavras ou frases como: “difícil”, “complica” e “não gosto da matéria”. O objetivo principal dessas intervenções foi a aquisição do conhecimento sobre o sistema de numeração decimal-posicional pela utilização do material dourado na SRM. Os dados obtidos por meio de observação, registro de imagens e relatórios das intervenções propostas no período da aplicação do planejamento individualizado evidenciam a presença de indícios da compensação das dificuldades. Assim, as intervenções contribuíram para o desenvolvimento cognitivo do estudante na aquisição de conhecimentos relativos ao sistema de numeração analisado.

Publicado
2021-09-21
Seção
RELATOS DE EXPERIÊNCIAS