Educação estatística e documentos oficiais: algumas implicações na prática docente no ensino fundamental

  • Flávia Pereira Righi Universidade Franciscana
  • Enio Freire de Paula Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo, campus Presidente Epitácio (IFSP/PEP)

Resumo

A Estatística e a Probabilidade possuem grande importância para a nossa vivência em sociedade, pois permitem uma reflexão autônoma sobre diversos acontecimentos cotidianos. Esses conceitos estão inseridos no currículo da Educação Básica em que figuram, entre outras habilidades, a discussão de atividades relacionadas ao pensamento estatístico e probabilístico desde os Anos Iniciais do Ensino Fundamental. Diante disso, buscou-se, neste artigo, realizar uma análise/discussão a respeito das orientações e diretrizes apresentadas nos Parâmetros Curriculares Nacionais - PCN e na Base Nacional Comum Curricular - BNCC com relação à Educação Estatística, identificando, nesses documentos, algumas implicações para a prática docente. Sendo assim, este trabalho, de cunho qualitativo, percorreu duas etapas metodológicas: análise documental nos PCN e na BNCC; e revisão bibliográfica em diferentes materiais publicados acerca do tema “Educação Estatística”. Os resultados indicam que se fazem necessárias propostas de formação continuada relacionadas a essa temática, aos professores que ensinam Matemática, com vias a problematizar conceituações, finalidades e estratégias de ensino promotoras de subsídios para o fomento de uma sociedade dinâmica, reflexiva e crítica.

Publicado
2021-09-21
Seção
ARTIGOS