História da revista

A Revista Letra Magna (RLM) foi criada em 2004 como publicação periódica eletrônica e com o número ISSN 1807-5193. Ao longo de sua trajetória, a Revista Letra Magna (RLM) publicou 17 volumes em 28 números com cerca de 700 manuscritos científicos que incluem artigos, entrevistas , dossiês temáticos e resenhas. 

Em 2021, funde-se à Revista Interdisciplinar em Estudos de Linguagem e passa a ser editorada pelos integrantes do Grupo Interdisciplinar em Estudos de Linguagem (GIEL/CNPq) sob a tutela e os auspícios do Campus Cubatão do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP) e com apoio do Grupo de Pesquisa em Estudos Linguísticos (ELIN/CNPq).

A partir de 2022, a Revista Letra Magna (RLM) continuará perseguindo seu objetivo inicial de constituir-se em um espaço para veiculação de pesquisas acadêmicas em Linguística, Letras e Artes, a partir de um axioma interdisciplinar envolvendo diferentes campos do saber e do fazer científico tanto na graduação quanto na pós-graduação. Desse modo, seguirá contribuindo à promoção, valorização e difusão de uma Ciência da Linguagem com acesso aberto, livre e irrestrito. 

Foco e escopo

O mote central da Revista Letra Magna (RLM), Qualis B1, é fomentar o debate crítico e o intercâmbio científico de âmbito nacional e internacional entre as diferentes áreas de especialidades do conhecimento a partir de uma perspectiva epistêmico-metodológica socialmente orientada e relevante. Seu objetivo é contribuir para a divulgação e a visibilidade de pesquisas e a produção de conhecimento científico que se articula aos Estudos de Linguagem em sua relação com as práticas sociais, educacionais, históricas, culturais e políticas, dentre outras.

O escopo central da Revista Letra Magna (RLM) reside, de forma abrangente, na grande área Linguística, Letras e Artes, embora tenha um caráter interdisciplinar em diálogo com outras áreas de especialidades do conhecimento do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e áreas de avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).

Os manuscritos científicos recepcionados pela revista devem ser inéditos e redigidos em português brasileiro, inglês, espanhol, francês ou português europeu. As publicações da Revista Letra Magna (RLM) são temáticas ou livres em formato de dossiês, artigos, resenhas, ensaios, entrevistas, textos literários, relatos de experiência e traduções. Ao serem submetidos, os manuscritos são acolhidos, avaliados, aprovados, organizados, editados e publicados sob a responsabilidade do editor, do editor-adjunto, do conselho editorial, do comitê científico e dos pareceristas ad hoc.

Ahead of print

A Revista Letra Magna (RLM) adota a prática Ahead of Print em que os manuscritos aprovados pelo Conselho Editorial e pelo Comitê Científico podem ser publicados imediatamente com o fito de dinamizar a veiculação e visibilidade do conhecimento científico produzido e submetido à publicação.

A celeridade é o respaldo para essa prática se harmoniza com a recomendação da Rede SciELO cujo objetivo é a promoção de "boas práticas de comunicação da ciência aberta, que privilegiam rapidez e transparência nos processos e a abertura dos conteúdos subjacentes aos artigos em prol do seu reuso e da reprodutibilidade dos resultados". Por conseguinte, vale ressaltar que a Revista Letra Magna (RLM) está alinhada às Linhas Prioritárias de Ação 2019-2023 do Programa SciELO.

Nesses casos, portanto, a citação segue o modelo indicado abaixo:

Sobrenome, N. (ano). Título do artigo. Revista Letra Magna, v(n), (pp-pp), <doi do manuscrito>.

Política de acesso aberto

Alinhada ao desenvolvimento da cultura digital cuja premissa central é a disponibilização de informações em rede, esta revista oferece acesso livre, gratuito, democrático e imediato ao seu conteúdo e ao conhecimento científico que publica. Por conseguinte, não há a cobrança de nenhuma taxa para publicar quaisquer manuscritos nesta revista.

A Revista Letra Magna (RLM) adere, portanto, ao movimento denominado Open Science que advoga em favor do acesso aberto das pesquisas para as publicações científicas, dados, instrumentos, repositórios, materiais, processos, etc. Entendemos que essa postura é condizente com uma ciência cidadã cujo princípio é a coletivização de recursos e financiamentos para a pesquisa científica e que almeja a sociedade como derradeira beneficiária do conhecimento científico produzido. 

Em harmonia com a postura e ao movimento em tela, a Revista Letra Magna (RLM) abre espaço para autores nos mais diversos estágios acadêmicos sendo, por conseguinte, bem-vindos manuscritos científicos de graduandos e graduados, bem como de pós-graduandos e pós-graduados nos níveis de latu sensu ou stricto sensu. As submissões devem ser em coautoria com um doutor ou doutora, caso os autores ainda não possuam essa titulação.

Declaração de privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.

Declaração de direitos autorais

Autores da Revista Letra Magna (RLM) mantêm os direitos autorais pela produção científica, mas concedem à revista o direito de primeira publicação. Os manuscritos publicados nesta revista possuem uma licença Creative Commons Attribution License (CC BY-NC-ND 4.0) CreativeCommonsAtribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

     pastedGraphic.png