Aproximações da Etnomatemática e Interculturalidade nas Produções Acadêmicas com a Temática Indígena

  • Maria Aparecida Mendes de Oliveira Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)

Resumo

O presente texto tem como objetivo identificar as correspondências teóricas, práticas e políticas entre a etnomatemática e a interculturalidade em produções acadêmicas, no campo da etnomatemática que abordam a temática indígena.  Trata-se de um trabalho de análise documental, a partir de produções (teses e dissertações), das últimas três décadas, levantadas a partir do Catálogo de Teses e Dissertação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES. Inicialmente foi possível observar, nos trabalhos analisados, que a Etnomatemática se evidencia e é tratada como referencial teórico principal e tem sido apresentada enquanto perspectiva pedagógica. A interculturalidade também está presente em boa parte dos trabalhos com a temática indígena. O que se evidencia é que mesmo não aparente, em boa parte das produções acadêmicas, é latente as aproximações teóricas, práticas e políticas entre a etnomatemática e a interculturalidade.

Biografia do Autor

Maria Aparecida Mendes de Oliveira, Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)

ossui graduação em Licenciatura Plena em Matemática pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (1999), especialização em Educação Matemática pela Universidade Federal da Grande Dourados (2006). Mestre em Educação Matemática pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (2009). Doutoranda no programa de Pós Graduação em Educação da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo FE/USP, linha de Ensino de Ciências e Matemática (2015-2019). Professora do curso de Licenciatura Intercultural Indígena da Faculdade Intercultural Indígena- FAIND da Universidade Federal da Grande Dourados. Tem experiência na área de Educação Matemática, com ênfase em educação escolar indígena e formação de professores indígenas. Atuando principalmente nos seguintes temas: formação de professores, currículo e etnomatemática.

Referências

ALBÓ, X. Educando en la diferencia. Hacia unas políticas interculturales y lingüísticas para el sistema educativo. La Paz: Ministerio de Educación, Cultura y Deportes, CIPCA, UNICEF, 2002. (Cuadernos de Investigación CIPCA, n° 56).

AMÂNCIO, C. N. Da Universalidade. In. Etnomatemática: currículo e formação de professores. Gelsa Knijnik, Fernada Walderer e Cláudio José de Oliveira (org). Santa Crusz do Sul: EDUNISC, 2004.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Tradução Luís Antero Reta e Augusto Pinheiro, Lisboa. EDIÇÕES 70 LDA, 1977.

BERNARD, L. T. M. S. Formação continuada em matemática do professor indígena Kaingang: enfrentamentos na busca de um projeto educativa. 2011. 266 f. Tese (Doutorado em Educação Científica e Tecnológica), UFSC, Florianópolis, SC, 2011.

CANDAU V. M.; FERRÃO, K. R. Interculturalidade e Educação na América Latina: uma construção plural, original e complexa. Revista Diálogo Educação, Curitiba, PR, v. 10, n. 29, p. 151-169, jan./abr. 2010.

CONRADO, A. L. A pesquisa brasileira em Etnomatemática: desenvolvimento, perspectivas, desafios. 2005. 150 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2005.

D‘AMBROSIO, U. A etnomatemática no processo de construção de uma escola indígena. In: Em Aberto, Brasília, ano 14, n. 63, jul/set. 1994.

D‘AMBROSIO, U. Elo entre as tradições e a modernidade. Belo Horizonte: Autêntica, 2001.

D‘AMBROSIO, U. Transdisciplinaridade. 2 ed.São Paulo: Atlas Athenas, 2001

FORNET-BETANCOURT, R. Interculturalidad o barbarie 11 tesis provisionales para el mejoramiento de las teorías y prácticas de la interculturalidad como alternativa de otra humanidad. Revista Internacional de Comunicación Audiovisual, Publicidad y Literatura, v.1 n.4, 27-49, 2006.

KNIJNIK, G. Itinerários da etnomatemática: questões e desafios sobre o cultural, o social e o político na educação matemática In: KNIJINIK, G., WANDERER, F., OLIVEIRA, C. J. Etnomatemática Currículo e formação de professores. Santa Cruz do Sul: EDUNISC, 2004. p. 19-38.

LEITE, K. G. Nós mesmos e os outros: etnomatemática e interculturalidade na Escola Indígena Paiter. 2014. 409 f. Tese. (Doutorado em EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS E MATEMÁTICA) - UFMT - UFPA - UEA Instituição de Ensino: UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO, Cuiabá, MT, 2014.

LEITE, K. G. Pesquisas brasileiras em educação matemática situadas na interface entre etnomatemática e educação escolar indígena. VII Congresso Internacional de Ensino da Matemática. ULBRA. Anais– Canoas – Rio Grande do Sul – Brasil. 04, 05, 06 e 07 de outubro de 2017.

LÓPEZ BELLO, Samuel Edmundo. Etnomatemática: relações e tensões entre as distintas formas de explicar e conhecer. 2000. 210 f. Tese (Doutorado em Educação) Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, 2000.

MELO, E. A. P. Sistema Xerente de Educação Matemática: negociações entre práticas socioculturais e comunidades de prática. 2016. 211 f. Tese. (Doutorado em Educação em Ciências e Matemáticas. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ, Belém, PA, 2016.

MONTEIRO, A.; MENDES, J. R, Etnomatemática como movimento de contra conduta na mobilização de sabres em práticas culturais. Anais do VI SIPEM- Seminário Internacional de Pesquisas em Educação Matemática. 2015.

OLIVEIRA, M. A. M. práticas vivenciadas na constituição de um curso de licenciatura indígena em matemática para as comunidades indígenas guarani e kaiowá de mato grosso do sul. 2009. 133 f. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática). UFMS, Campo Grande, MS, 2009.

OLIVEIRA, M. A. M. Formação de professores indígenas de matemática: conhecimentos necessários em cenário intercultural. XI Seminário Sul-Mato-Grossense de Pesquisa em Educação Matemática, de 23 a 26 de maio de 2017. Anais. v. 11, n. 1, Campo Grande, MS, 2017.

PAULA, E.D. de. A interculturalidade no cotidiano de uma escola indígena. Cadernos Cedes, Campinas, SP, ano XIX, nº 49, p. 76- 91, Dezembro/99.

RAMOS, G. C. Sistemas de numeração e pinturas corporais Javaé: a etnomatemática por uma relação dialógica entre cultura e educação escolar.2016. 159 f. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências e Matemática). UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS, Goiania, GO, 2016.

RIBEIRO. J. P. M. Etnomatemática e formação de professores indígenas: um encontro necessário em meio ao diálogo intercultural. Tese (Doutorado em educação). Faculdade de Educação-USP. São Paulo, 2006.

SCANDIUZZI, Pedro Paulo. Educação Matemática indígena: a Constituição de Ser entre os Saberes e Fazeres. In. Educação Matemática: Pesquisa em movimento/ Maria Aparecida Viggiani Bicudo, Marcelo de Carvalho Borba –São Paulo: Cortez, 2004.

TUBINO, F. Interculturalidad y Política. Desafíos y posibilidades, Red para el Desarrollo de las Ciencias Sociales el Perú, Lima, pp.51-76, 2002.

WALSH, C. Geopolíticas del conocimiento, interculturalidad y descolonialización. Boletín ICCI-ARY Rimay. 2004

WALSH, C. Interculturalidad crítica e educación intercultural. Seminário Interculturalidad y Educación Intercultural, organizado pelo Instituto Internacional de Integracióndel Convenio Andrés Bello, La Paz, 9-11 de marzo de 2009. (2009)

Publicado
2019-06-30
Seção
Artigos