Uma Discussão sobre a Educação Matemática no Contexto do Trabalho e da Economia Solidária

  • Geisa Zili Shinkawa da Silva Serviço Social da Indústria de São Paulo (SESISP)
  • Marcela Aparecida Penteado Rossini Faculdade de Tecnologia (FATEC)
  • Renata Cristina Geromel Meneghetti Universidade de São Paulo (USP)

Resumo

Neste artigo, temos por objetivo apresentar uma discussão sobre a educação matemática no contexto do trabalho e da Economia Solidária (ES). A investigação seguiu uma abordagem qualitativa e se deu por meio de análise bibliográfica. Para tal análise, o referencial teórico estudado pautou-se em elementos da Economia Solidária, no conceito de trabalho e na educação matemática em sua vertente Etnomatemática. Como principal resultado evidenciamos que o trabalho, no âmbito da ES, não deve apresentar-se de forma alienada e descontextualizada da realidade social na qual o sujeito encontra-se inserido. O trabalho deve ser reconhecido como uma forma de valorização do homem, considerando sua cultura, modos próprios de saber-fazer, promovendo aprendizados e troca de experiências, enfim, valorizando-o. A concepção de Educação Matemática que vai ao encontro desta de trabalho é a preconizada pela Etnomatemática. Neste sentido, entendemos que práticas educativas de matemática que se pautem nos princípios da Etnomatemática podem fortalecer relações de trabalho no âmbito da Economia Solidária.

Publicado
2019-06-30
Seção
Artigos