Etnomatemática e Prática Docente Indígena

a cultura como eixo integrador

  • Sanda Maria Nascimento de Mattos Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ)
  • José Roberto Linhares de Mattos Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ)

Resumo

Este artigo apresenta um recorte de uma pesquisa com a etnia Paiter Suruí, aldeia Paiter Linha 09, na Terra Indígena Sete de Setembro, em Cacoal - RO. O objetivo foi investigar o ensino de conceitos da matemática escolar por meio da introdução da cultura, em sala de aula, com vista a aprendizagem significativa (AUSUBEL, 2000). A metodologia que utilizamos foi a pesquisa participante sobre a prática docente do professor indígena. Realizamos entrevistas, observações, filmagens e fotografias. Com o viés etnomatemático de D’Ambrosio (2011, 2008), identificamos diferentes atividades que podem ser relacionadas à aprendizagem dos conteúdos matemáticos escolares, bem como, empoderar o professor e seus alunos, cultural, social, política e afetivamente, conferindo respeito aos conhecimentos cotidianos a partir dos saberes e fazeres tradicionais, o que reforça a identidade da etnia. Os resultados encontrados nos deixam perceber que a cultura, apropriada para contextualizar conhecimentos desenvolvidos pela humanidade, quando utilizada interdisciplinarmente, pode ser aplicada em diferentes conteúdos das disciplinas escolares. Constatamos que a prática docente do professor indígena possibilita a ancoragem dos conhecimentos que os alunos já tinham adquiridos para a descoberta de um novo conhecimento.

Publicado
2019-06-30
Seção
Artigos