Hora Alegre na Matemática, 1.º Grau

uma proposta de matemática moderna no primeiro ano primário

Resumo

Este texto aborda elementos que caracterizam os primeiros anos de vigência do chamado Movimento da Matemática Moderna – MMM. Busca-se analisar obra de referência para a formação de professores que ensina matemática, tendo por objetivo as transformações decorrentes do MMM. O texto se ampara em ferramentas teóricas de análise que colocam o saber profissional como tema central do ensino e da formação em contexto histórico, aportadas na perspectiva da História Cultural. A questão que norteou o estudo foi: “que matemática para ensinar surge ao analisar as orientações da autora, no livro Hora Alegre na Matemática, ao introduzir o ensino de conjunto?”. A análise desta, revelou que, tal obra é referencial importante para a análise de um período de transição das referências para formação de professores. Neste período, os professores necessitavam se apropriar das noções de conjunto para tornar o ensino intuitivo e elementar. Além disso, se deveria fazer uso de recursos materiais como por exemplo o flanelógrafo, de situações do dia a dia e da utilização de objetos como dispositivo intuitivo para que a matemática pudesse se tornar mais significativa.

Biografia do Autor

Relicler Pardim Gouveia, Universidade Federal de São Paulo

Doutorando em Educação e Saúde na Infância e Adolescência pela Universidade Federal de São Paulo - Campus Guarulhos - UNIFESP. Mestre em Educação Matemática pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - PPGEduMat - INMA/UFMS (2017).  Membro do Grupo de Pesquisa em História da Educação Matemática (GHEMAT). 

Publicado
2021-12-31
Seção
Artigos