História da Matemática no Ensino Fundamental

uma pesquisa qualitativa relacionada à operação de multiplicação

  • Ivan Santos Secretaria Municipal de Educação de Blumenau-SC
  • Tânia Baier Universidade Regional de Blumenau (FURB)

Resumo

O presente artigo tem por objetivo relatar uma vivência pedagógica relacionada com o uso de aspectos históricos em aulas de Matemática para o trabalho com a operação de multiplicação de números naturais. A identificação de dificuldades dos estudantes na operacionalização do algoritmo tradicional e nas tábuas da multiplicação nos levou a buscar alternativas de ensino. Nesse sentido, resgatamos da história três métodos de multiplicação: Multiplicação Russa, Multiplicação Egípcia e Multiplicação Chinesa. Esses métodos foram escolhidos em função de suas respectivas resoluções serem realizadas sem o apoio da tabuada, estando baseados nas ideias matemáticas de soma, dobro e metade, diferindo do método que comumente é abordado em currículos escolares e em livros didáticos. Aspectos sócio-culturais das sociedades de onde tais métodos se originaram foram utilizados como fator de mobilização para introduzir os estudos. Os dados oriundos dessa vivência foram analisados à luz da ideia de mundo-vida proposta por Husserl, na Fenomenologia. Esta vivência nos permitiu a compreensão da importância do contexto trazido por meio da história da Matemática, que além de oferecer métodos distintos de multiplicação, trouxe os respectivos contextos culturais e históricos que desencadearam o desenvolvimento dos mesmos. Destarte, viabilizamos aos estudantes o entendimento de que a criação de tais métodos se deu a partir de necessidades práticas dos cidadãos para a solução de problemas próprios dos seus tempos e espaços. Nesse sentido, a história da Matemática apresentou-se como um recurso em potencial para favorecer a aprendizagem e o desenvolvimento dos estudantes no mundo-vida que habitam.

Biografia do Autor

Ivan Santos, Secretaria Municipal de Educação de Blumenau-SC

Mestre em Ensino de Ciências Naturais e Matemática pela Universidade Regional de Blumenau (FURB). Mestre em Educação pela Universidade Regional de Blumenau (FURB). Docente na Secretaria Municipal de Educação de Blumenau-SC-Brasil. Endereço eletrônico: ivanbrasileiro2@gmail.com.

Tânia Baier, Universidade Regional de Blumenau (FURB)

Doutora em Educação Matemática pela Universidade Estadual Paulista (UNESP). Docente na Universidade Regional de Blumenau (FURB). Endereço eletrônico: taniabaier@gmail.com.

Publicado
2020-06-30
Seção
Artigos