Atitude Fenomenológica na Educação Matemática em Escola Localizada no Campo

  • Tânia Baier Universidade Regional de Blumenau (FURB)
  • Aline Cristina de Sant'Anna escola municipal em Ibirama

Resumo

Neste artigo inicialmente estão expostas compreensões sobre a atitude fenomenológica e o entendimento que educar demanda procurar o estabelecimento da intersubjetividade, por meio do diálogo, buscando pela compreensão dos significados individualmente atribuídos pelos indivíduos para uma dada situação. No texto é explicitado o significado do cuidado segundo a visão de mundo fenomenológica, focando a educação como um modo de cuidar para que os estudantes atualizem suas possibilidades no decorrer de suas vidas continuamente se constituindo pessoas humanas. É destacada a importância de considerar o mundo-vida habitado pelos estudantes no desenvolvimento de ações pedagógicas. Em seguida se encontra parte de uma pesquisa de mestrado, desenvolvida em escola pública localizada no campo, considerando o mundo-vida habitado pelos estudantes envolvidos na elaboração de atividades para aulas de matemática A possibilidade da materialização das articulações demandou que a professora se dispusesse a estar junto com seus estudantes e com os conteúdos trabalhados de modo atento e cuidadoso.

Biografia do Autor

Tânia Baier, Universidade Regional de Blumenau (FURB)

Doutora em Educação Matemática pela Universidade Estadual Paulista (UNESP). Docente na Universidade Regional de Blumenau (FURB). Endereço eletrônico: taniabaier@gmail.com.

Aline Cristina de Sant'Anna, escola municipal em Ibirama

Mestre em Ensino de Ciências Naturais e Matemática (FURB). Docente na Rede Municipal de Ensino em Ibirama, Santa Catarina, Brasil. Endereço eletrônico: prof.aline.mat@gmail.com

Publicado
2020-06-30
Seção
Artigos