O Trabalho Infantil em Três Vozes na Educação de Jovens e Adultos

  • Marcos Gonzaga Prefeitura Municipal de Itabirito (PMI/SEMED)
  • Regina Magna Bonifácio de Araújo Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP)

Resumo

O artigo apresenta extratos de uma pesquisa de ênfase qualitativa, desenvolvida no PPGE/UFOP. A demanda principal foi o recolhimento de narrativas biográficas com enfoque em processos de escolarização. O ponto de partida para a construção de um quadro de entrevistados foi a aplicação de um questionário a pessoas na faixa etária acima dos 50 anos, frequentes na Educação de Jovens e Adultos – EJA, em uma escola do município de Itabirito – MG. O questionário abrangeu dados pessoais e questões sobre a escolarização dos pais e o porquê do retorno atual à escola. Os dados recolhidos permitiram a seleção de pessoas para entrevistas individuais. Com fundamentos metodológicos na história oral, dá-se a ver, em três vozes, os fenômenos do trabalho infantil doméstico e da ausência e/ou precária escolarização no passado. Acreditamos que as versões das pessoas entrevistadas presentes nesse texto venham somar-se à de tantas outras que, por direito, buscam estudar ou concluir seus estudos.

Biografia do Autor

Marcos Gonzaga, Prefeitura Municipal de Itabirito (PMI/SEMED)

Mestre em Educação pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). Docente na Rede Municipal de Ensino em Itabirito (PMI/SEMED), Itabirito, Minas Gerais, Brasil. Endereço eletrônico: gonzagamarcos45@gmail.com.

Regina Magna Bonifácio de Araújo, Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP)

Doutora em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Docente na Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), Mariana, Minas Gerais, Brasil. Endereço eletrônico: regina.magna@hotmail.com.

Publicado
2020-06-30
Seção
Artigos