USO DE EXPERIMENTOS DE BAIXO CUSTO EM ATIVIDADES DE EXTENSÃO DE DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA

  • Ricardo Roberto Plaza Teixeira Instituto Federal de São Paulo - Câmpus Caraguatatuba
  • Adriana de Andrade Instituto Federal de São Paulo - Câmpus Caraguatatuba

Resumo

Este trabalho investiga como o uso de experimentos científicos em atividades de extensão divulgação científica, sobretudo aqueles feitos com materiais de baixo custo, pode auxiliar na compreensão de conteúdos sistematizados pelas diferentes ciências naturais, e como a contextualização desses conceitos e princípios científicos podem motivar alunos a terem uma visão abrangente da realidade, para que consigam compreender de forma mais efetiva os conteúdos disciplinares escolares. Este trabalho contemplou a metodologia CTSA (Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente) com o objetivo de ajudar no desenvolvimento de valores e da capacidade de tomada de decisão consciente na sociedade científica e tecnológica em que vivemos. Os públicos atendidos foram estudantes do ensino fundamental e médio de escolas públicas da região do Litoral Norte, em São Paulo. Os experimentos foram montados a partir da realidade dos alunos, tendo como proposta implícita instigá-los a reproduzi-los em suas residências. Concluímos que a utilização de experimentos de baixo custo em atividades de divulgação científica contribui para o aprendizado no ensino de ciências, tornando os alunos mais interessados pelo estudo dos fenômenos da natureza.

Biografia do Autor

Ricardo Roberto Plaza Teixeira, Instituto Federal de São Paulo - Câmpus Caraguatatuba
Possui graduação em Licenciatura e Bacharelado em Física pela Universidade Estadual de Campinas (1984), graduação em Licenciatura e Bacharelado em História pela Universidade de São Paulo (2000), mestrado em Física Nuclear pela Universidade de São Paulo (1988) e doutorado em Física Nuclear pela Universidade de São Paulo (1996). Atualmente é professor titular do campus de Caraguatatuba do Instituto Federal de São Paulo (IFSP). Tem experiência na área de Física, com ênfase em Ensino de Física, atuando principalmente nos seguintes temas: educação científica, história da ciência, ensino de física, interdisciplinaridade e educação matemática.
Adriana de Andrade, Instituto Federal de São Paulo - Câmpus Caraguatatuba
Licenciada em Matemática pelo Instituto Federal de São Paulo, câmpus de Caraguatatuba

Referências

AMARAL, Ivan A. Conhecimento formal, experimentação e estudo ambiental. Ciência & Ensino, n. 3, p. 10-15, dez. 1997.

ANDRADE, A.; TEIXEIRA, R. R. P. Oficinas de experimentos de baixo custo no ensino de física. Anais do XXII Simpósio Nacional de Ensino de Física (SNEF). 2017. Disponível em: <http://www1.sbfisica.org.br/eventos/snef/xxii/sys/resumos/T0506-1.pdf>. Acesso em: 19 mai. 2018.

AUSUBEL, David Paul. A The Acquisition and Retention of Knowledge Cognitive View. Nova York: Springer, 2000.

AXT, R.; GUIMARÃES, V. H. O ensino experimental de Física em escolas de nível médio: uma tentativa de viabilizá-lo. Ciência e Cultura, n. 37, v. 1, p. 39-45, 1985.

BAROLLI, Elisabeth. Reflexões sobre o trabalho dos estudantes no laboratório didático. São Paulo: Tese de Doutorado – Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, 1998.

FERREIRA, N. Cardoso. Proposta de laboratório para a escola brasileira – Um ensaio sobre a instrumentalização no ensino médio de Física. São Paulo: Dissertação de Mestrado em Ensino de Ciências (Modalidade Física) – Universidade de São Paulo, 1978.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1997.

LABURÚ, Carlos Eduardo; BARROS, Marcelo Alves; KANBACH, Bruno Gusmão. A relação com o saber profissional do professor de Física e o fracasso da implementação de atividades experimentais no ensino médio. Investigações em Ensino de Ciências, v. 12, n. 3, p. 305-320, 2016.

LOPES, Gláucia. Brincando com vetores: Uma análise das grandezas vetoriais no ensino médio. São Paulo: Dissertação de Mestrado – Instituto de Física da Universidade de São Paulo, 2001.

MILLAR, Robin. The role of practical work in the teaching and learning of science. Washington: High School Science Laboratories: Role And Vision, National Academy of Sciences, p. 7-19, 2014.

SANTOS, Emerson Izidoro dos; PIASSI, Luís Paulo de Carvalho; FERREIRA, Norberto Cardoso. Atividades experimentais de baixo custo como estratégia de construção da autonomia de professores de física: uma experiência em formação continuada. Atas do IX Encontro Nacional de Pesquisa em Ensino de Física. Jaboticatubas. 2004.

WISNIEWSKI, Gerônimo. Utilização de Materiais de Baixo Custo no Ensino de Química Conjugados aos Recursos Locais Disponíveis. Florianópolis, SC: Dissertação de Mestrado - Universidade Federal de Santa Catarina, 1990.

Publicado
2019-05-06