Destilaria artesanal

  • Igor Rian Biondi Instituto Federal de São Paulo (IFSP), Câmpus Matão
  • Letícia Bassi de Macedo Instituto Federal de São Paulo (IFSP), Câmpus Barretos
  • Maria Clara Georgette Universidade de São Paulo (USP), Câmpus Piracicaba
  • Maria Heloísa Mantega Fermiano Universidade Estadual Paulista (UNESP), Câmpus Araraquara
  • Carlos Eduardo Crestani Instituto Federal de São Paulo (IFSP), Câmpus Matão

Resumo

As usinas de produção de etanol ou destilarias possuem processos complexos para a produção de etanol, que vão desde o recebimento da cana-de-açúcar até tratamento físico-químico para retirada de água do álcool. Nesses processos, são envolvidos equipamentos específicos de análise e processamento que demandam alto custo e manutenção. A fim de tornar este processo acessível, o propósito deste projeto foi criar uma destilaria artesanal que possa ser construída de maneira simples, atuando como objeto de geração de renda. Procurou-se desenvolver um processo simplificado do utilizado nas usinas sucroenergéticas, a fim de que a produção de etanol possa ser comercializada com baixo custo. A partir disso, buscam-se alternativas eficazes para que a destilaria seja feita de maneira sustentável e acessível. O protótipo desenvolvido, de baixo custo, possibilitou a geração de um etanol com 70°GL; atualmente, as destilarias artesanais têm ganhado espaço no mercado de bebidas destiladas e têm sido procuradas por pequenos produtores, sendo uma eficiente fonte de geração de renda. Ademais, no recente cenário que a sociedade se encontra devido a pandemia causada pelo Covid-19, o produto obtido pode ser utilizado para desinfecção, bem como para matéria-prima de produção de álcool gel.

Biografia do Autor

Igor Rian Biondi, Instituto Federal de São Paulo (IFSP), Câmpus Matão

Técnico em Açúcar e Álcool, 2018, IFSP Matão.

Letícia Bassi de Macedo, Instituto Federal de São Paulo (IFSP), Câmpus Barretos

Técnica em Açúcar e Álcool, 2018, IFSP Matão. Graduanda em Engenharia Agronômica, IFSP Barretos.

Maria Clara Georgette, Universidade de São Paulo (USP), Câmpus Piracicaba

Técnica em Açúcar e Álcool, 2018, IFSP Matão. Graduanda em Engenharia Florestal, USP Piracicaba.

Maria Heloísa Mantega Fermiano, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Câmpus Araraquara

Técnica em Açúcar e Álcool, 2018, IFSP Matão. Graduanda em Química, UNESP Araraquara.

Carlos Eduardo Crestani, Instituto Federal de São Paulo (IFSP), Câmpus Matão

Engenharia Química

Publicado
2020-10-30
Seção
Artigos